segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Sobre Nós

 
ANTES DE QUALQUER COISA:


                 Pedimos desculpas pelos erros de português que eventualmente apareçam, e pela péssima formatação de parágrafos, que por limitação técnica nossa, não conseguimos configurar.Também pedimos desculpas por eventual texto que ofenda alguém, já que tratamos de temas tão polêmicos. Por fim, nos desculpamos por muitas das fotos de outros sites que tivemos que postar sem designar autoria. Qualquer pessoa que se sinta prejudicada, por favor, entre em contato para que providenciemos os devidos reparos.



SOBRE NÓS

"A nossa liberdade é o que nos prende"
Jota Quest
    

Somos um casal de Niterói, R.J., adepto ao estilo de vida Cuckold, com relacionamento aberto, e muitas fantasias, e naturalmente com algumas restrições. A maior delas é que, ao nosso ver, pra se ter sexo com qualidade, é preciso que haja intimidade. E intimidade não se faz do dia para a noite. Vamos explicar algumas de nossas fantasias.


Cuckold - meu marido fica excitado com a ideia de eu me relacionar com outro homem ou casal e eu tenho liberdade para aproveitar minha liberdade sexual, sem perder a segurança de meu casamento. Eu, esposa, sou livre para me interessar por outras pessoas; e meu marido gosta de filmar, assistir, ajudar de forma submissa.

Relação aberta - Temos liberdade para buscar sexo com pessoas (homem, mulher, casal) fora do casamento. Temos liberdade para sair separadamente quando achamos interessante.Mas, preferimos sair juntos. Procuramos pessoas e principalmente um casal um casal em que haja intimidade e real afinidade. Não queremos achar um casal pra fazer sexo simultâneo e condicionado a acontecer de um lado se e quando acontecer do outro. Não queremos algo a ser resolvido num encontro ou em poucos. Queremos achar um casal para serem nossos amantes. Sem obrigação de tudo acontecer no mesmo momento e sem obrigação de que a atração se dê entre todos os 4, ali na mesma hora. Cada um sai quando tiver vontade e se tiver vontade.
Somos obrigados a viver uma vida dupla, porque vivemos numa sociedade machista e hipócrita, que nos força a proteger nossa imagem de conhecidos e família. Claro que não somos os únicos que disfarçam sua vida íntima para não sofrer qualquer tipo de recriminação. A cada ano que passa, mais casais vão se interessando por Swing, Menage, Cuckold e outros fetiches mais específicos.
Ao contrário do que muitos pensam nesse assunto, eu, na posição de esposa liberada, não sou promíscua. Eu e meu marido selecionamos muito bem qualquer homem ou casal que porventura se candidate a ter relações comigo. E, acredito honestamente, que tenho menos parceiros sexuais que muitos dos casais que levam o casamento tradicional com base na mentira e traição.
Com relação ao Cuckold, eu esposa, sempre tomo todos os cuidados com minha saúde. Uso sempre preservativo. Não saio por aí com inúmeros parceiros sexuais. Pelo contrário, procuro estabelecer uma relação de confiança e sair com a mesma pessoa por períodos mais longos de tempo. É o que chamamos de relação fixa.

Apesar de meu marido ser liberal, e confessar sua excitação com a idéia de eu ter outros homens, eu, de forma contrária, não me sinto a vontade em deixá-lo com outra mulher. Mesmo assim, controlo meu ciúme e libero ele, quando sinto confiança na mulher e quando meu marido mostra real interesse nisso.
Temos uma relação aberta, madura e racional. Nos permitimos misturar sexo com paixão e amor, sem que isso represente uma amaeaça pra nossa relação. Confiamos muito um no outro, e temos uma vida estruturada juntos, com filho e estabilidade emocional. Não temos motivos para nos separarmos, somos muito felizes e realizados juntos.


Respeitamos quem pensa diferente. Na nossa opinião, o Swing, quando praticado como uma aventura de poucos encontros e  de cunho exclusivamente sexual e sem que haja envolvimento entre os parceiros não nos interessa. Principalmente, porque obriga a todos a praticarem o ato sexual juntos, simultaneamente, como uma regra rígida. E ainda vincula todos os praticantes a evoluírem no mesmo ritmo. A dificuldade em se conseguir achar 4 pessoas que se interessem com a intensidade equilibrada entre os envolvidos, geralmente ocasiona o sacrifício de um ou mais integrantes dessa prática. Pelo menos, podemos dizer que foi assim que aconteceu com a gente no Swing.


Enfim, preferimos sexo com envolvimento e intimidade. Queremos beijo de língua, muita amizade, flerte, conhecer bem as pessoas com quem saímos, sem pressa de nada e com absoluta liberdade para que cada um ao seu tempo se permita praticar ato sexual como consequência da excitação e atração entre as pessoas, podendo ser junto ou separado, o que acontecer. Então, se após conhecermos um casal, rolar interesse de um lado e não do outro... temos um acordo de reciprocidade onde um não empata o outro.

Na relação aberta, é como se 4 pessoas solteiras e disponíveis quisessem se conhecer e transar. Cada um sai com quem quiser quando tiver vontade. As combinações ficam por conta da afinidade, sem que ninguém fique competindo ou se comparando com ninguém. Achamos que é mais gostoso dessa forma.
Nos permitimos sair os 4 juntos sim (como no Swing). Mas nada impede que alguém por opção fique de fora, ou que haja maior interação entre uma pessoa e outra. Tudo de forma natural. Ninguém deve sair se sentido por baixo. Sejamos livres, confiantes e maduros para desfrutar desse prazer sem limites. Sem regras. Simples assim.Enfim, preferimos ter amantes à ter um sexo eventual com pessoas que mal conhecemos.

Atualmente, eu, esposa, tenho um namorado, que sai comigo sozinha ou acompanhada de meu marido. Me sinto muito completa sexualmente por conta disso. É maravilhoso ter um marido tão auto confiante, seguro da nossa relação, liberal, maduro e inteligente. Só tenho orgulho dele por todo o prazer que ele direta ou indiretamente me proporciona.


Estamos abertos a conhecer um casal de mente aberta, a fim de realizar inúmeras fantasias. Nossos limites serão combinados entre todos os envolvidos. Tudo o que não for de comum acordo, poderá ser posto de lado, já que somos pessoas razoáveis. Mas, nossa fantasia maior é virar AMANTES de um casal. Com direito a sair juntos, separados, ou com pessoas de fora. Nada obrigatório. Tudo que for de comum acordo entre todos.
Não fazemos planos. Deixamos acontecer. Um tipo de relação assim, presume um alto nível de confiança entre os 4. Essa confiança só pode ser alcançada com muitos encontros, e talvez muito tempo de convivência. Queremos viver como amantes, amigos que saem com frequência.

Não estamos fechados a propostas diferentes. Homem, mulher, tudo o que nos parecer interessante poderá ser conversado. Mas, temos nossa prioridade. Que nesse momento é casal. Nosso skype é newhotsensation. Estamos abertos a boas conversas.

Não julgamos quem não curte as mesmas coisas que a gente. Já fizemos Swing. Respeitamos muito todos os casais que têm essa preferência. Igualmente, respeitamos os casais que não buscam intimidade ou envolvimento. É uma questão de gosto e preferência. Entrar nesse mérito, seria o mesmo que discutir cor favorita ou comida favorita. Cada um tem seu gosto. E há espaço para todos.
Procuramos com a criação desse blog, discutir temas ousados como o Swing, Ménage a trois, Cuckold, relação aberta e poli amor, e expor nossos pensamentos e experiências em cada um desses assuntos.
Esperamos ajudar a quem estiver indeciso sobre o assunto e quem sabe até incentivar, porque se tem algo que garantimos, é que no nosso caso, somos muito felizes e realizados sendo o que somos. Sem máscaras ou mentiras.
Aos interessados em nos conhecer melhor, ou aos curiosos que se identifiquem com esse tipo de proposta do nosso blog, por favor, leiam as demais páginas, comentem, deixem suas opiniões registradas e participem das nossas enquetes. Boa diversão para todos!


NOSSO PROTOCOLO:


CAM
        Uma vez descobrimos que algumas pessoas gravam nossas imagens na cam. E depois as usam pra mostrar pra outras pessoas, se fazendo passar por nós. Isso, aliado com o fato de que nossa cam deu problema... paramos de usar cam.

COMUNICAÇÃO    
Não enviamos fotos de rosto sem que antes haja uma comprovação de veracidade do casal por meio de ligação telefônica. Não nos encontramos em barzinho, sem que antes tenhamos visto fotos de rosto das pessoas interessadas. Não fazemos sexo sem que antes tenha havido um encontro para apenas bate papo. Usamos skype ou o zap pra seguir mantendo contato em tempo real. Usamos o email pra trocar fotos comuns de rosto antes de um encontro real.

LOCAL DE ENCONTRO
Gostamos de usar os primeiros encontros apenas pra bate papo, em barzinho ou quiosque. Atualmente, são raras as vezes que vamos ao Rio. Assim, esperamos conhecer pessoas que morem em Niterói, ou que possam vir até nós.

            

NÃO ESTAMOS SEMPRE A PROCURA.
Existem fases da nossa vida em que já fechamos com as pessoas que selecionamos. Nesses momentos, mantemos contatos e conversas. Mas não saímos com mais ninguém. Esperamos que saibam respeitar o nosso tempo. Além disso, nossa vida é corrida.


SEXLOG
nick: cuckfreedom